Conheça um pouco da história da nossa Paróquia nos seus 50 anos.
Ao transcurso das comemorações jubilares dos 50 anos da fundação da nossa paróquia, desejamos que a comunidade conheça um pouco da sua história que se confunde com a história do próprio bairro.


Foram anos de luta, nas quais o quinhão de colaboração de cada habitante e participantes da comunidade cristã, ajudaram a construir a sua pujança. No dia 11 de fevereiro de 1954, por decreto de Dom Paulo de Tarso Campos, bispo diocesano de Campinas, era criada a Paróquia da Imaculada, desmembrada da Paróquia de São José da Vila Industrial, conforme palavras do próprio bispo “para a maior glória de Deus, propagação e triunfo do reinado de Nosso Senhor Jesus Cristo e louvor da Santíssima Virgem Maria”.

A nova Paróquia, integrada à Vigararia forânea do Sagrado Coração de Jesus, funcionaria provisoriamente na capela da Imaculada Conceição (igrejinha), tendo como limites geográficos as paróquias de São José, Bom Jesus do Bonfim, e Santo Antonio, em Campinas, além das Paróquias da cidade de Vinhedo e do bairro de Helvetia.

Note-se a sua vastidão territorial, presumindo-se a enorme dificuldade dos trabalhos iniciais, ainda mais com todos as deficiências de uma instituição em início de atividades, com tudo a ser organizado. No mesmo dia da criação da Paróquia,
D. Paulo nomeou o primeiro pároco. “Fazemos saber que, atendendo ao bem espiritual do rebanho, havemos por bem prover no ofício de Pároco da Imaculada o Revmo. Pe. Glauco do Prado Nogueira que servirá neste ofício como convém ao serviço de Deus”. 28 de fevereiro de 1954 - às 10h. Saindo o Pároco da Catedral, conduziu a imagem da Imaculada, acompanhada de um cortejo de carros, até a Matriz provisória, onde foi celebrada a solene missa de posse, com a presença do Sr. Bispo Diocesano e outras autoridades religiosas, civis e militares. Sobre a realidade social da Paróquia, na época, o Sr. Pároco registra:
“A população do núcleo central da Paróquia é constituída de famílias operárias muito pobres.”

No seu primeiro ano de paroquiato, Pe. Glauco dedicou a maior parte das suas ações à organização da Paróquia. A fim de oferecer as condições mínimas para o seu funcionamento. Em novembro de 1954, o Pároco muda-se definitivamente para o bairro. Dia 1 de maio de 1955 - Fundação da Sociedade Beneficente Amigos do São Bernardo liderada pelo Pároco, cujos estatutos estavam voltados ao trabalho assistencial às pessoas que dele necessitassem, além da promoção da amizade e solidariedade e ao auxílio na resolução de problemas do bairro. Dia 12 de março de 1957 - Inauguração da Escola Paroquial, com a presença do prefeito da época, constituída de 6 classes e mantida pela prefeitura. No mês de setembro de 1957, instalou-se o Posto de Puericultura Imaculada que em dezembro já contava com quase mil crianças cadastradas e atendidas regularmente. 3 de março de 1958 - Inauguração do Ginásio Estadual. 2 de fevereiro de 1959 - Autorizado pelo sr. Bispo Diocesano, deixou a Paróquia para ser professor do Seminário Central de São Paulo.

Nesse mesmo dia foi nomeado o Pe. Otávio Dorigon, como novo Pároco da Imaculada. Dia 15 de fevereiro de 1959 - Às 18h30, posse do novo Pároco, em cerimônia oficiada pelo monsenhor Rafael Roldan, Vigário Forâneo, representando o sr. Bispo D. Paulo de Tarso Campos. Dia 18 de outubro de 1959 - Lançamento da pedra fundamental do templo dedicado a Sta. Tereza, com a presença do sr. Bispo D. Paulo. Dia 31 de outubro de 1959 - O sr. Bispo, D. Paulo, assinou decreto, alterando os limites geográficos da Paróquia. Dia 18 de novembro de 1962 - Inauguração do Dispensário Imaculada, confiado aos vicentinos. Dia 16 de dezembro - lançamento da pedra fundamental da nova Matriz

Junho de 1963 - Início da construção da nova Matriz. 26 de janeiro de 1964 - Tendo sido nomeado Pároco da Paróquia do Bom Jesus dos Aflitos de Pirassununga, o Pe. Otávio Dorigon despediu-se da Paróquia. No mesmo dia tomou posse o Pe. Antonio Teixeira Filho, até então ocupando o cargo de Ministro de Disciplina no Seminário Menor da Imaculada, continuando à frente da Paróquia até hoje.

A cerimônia de posse foi presidida pelo Pe. Otávio, representando o sr. Arcebispo Metropolitano. Na primeira visita pastoral realizado após a posse do Pe. Teixeira, feita por D. Bernardo José Bueno de Mielle, bispo auxiliar, de 9 à 23 de agosto de 1964, ele escreveu: “Apreciamos tudo o que vem sendo realizado nestes últimos meses pelo atual Pároco, Pe. Antonio Teixeira Filho, sobretudo o levantamento sócio-religioso-econômico que será de grande utilidade para um planejamento pastoral.” Abril de 1965 Inauguração do Centro Social Kennedy, em prédio cedido pela prefeitura. Dirigido por Jesuítas Americanos e dedicado à formação humana, social e religiosa.

No dia 18 de dezembro de1965 - com as obras da Matriz em andamento, realizou-se, pela primeira vez, a celebração dos nove seguintes casamentos: Norival Batista Perin e Eva Rita de Jesus; Eduardo Fereira e Vera Helena Dias da Costa; Benedito Brolesi de Almeida e Aparecida Lopes; Paulino Gimenez Montouro e Maria Luzia Pastorello; Antonio Luiz Monteiro e Neuza Teixeira; Arlindo Batista de Carvalho e Maria Aparecida Robim; Antonio Soldati e Romilda Monteiro; Otímio Pereira das Neves e Flora Borelli; Ismael Januario e Sueli Aparecida Braz. Março de 1968 - Início do curso de alfabetização de adultos, promovido pela Paróquia, funcionando no prédio da Escola Catequética. Outubro de 1968 - Início da construção de um barracão em terreno da Rua Paulo Lacerda, com fundos para a Rua Benigno Ribeiro, para abrigar as festas paroquiais, sendo o embrião do Centro Social da Imaculada, O Dispensário Imaculada.

Início de 1969 - Divisão da Diocese em Vigararias Regionais. A Paróquia da Imaculada integrou-se à Vigararia Regionais Centro-Sul. Ao encerrar sua visita pastoral do dia 23 de Junho de 1969, D. Antônio Maria Alves de Siqueira, Arcebispo Metropolitano registra: “Queremos agradecer ao Revmo. Pároco e a todos os felizes membros desta Comunidade Paroquial, recomendando ao caríssimo Pe. Teixeira a continuidade em seus esforços em todos os sentidos em que tem empenhado seu zelo.” 06 de fevereiro de 1985 - Desmembramento da Paróquia da Imaculada , a Paróquia Sagrada Família, no Jardim das Bandeiras, tendo como primeiro Vigário o Pe. João Gonçalves da Silva. 09 de fevereiro de 1988 - Foi anexada à Paróquia da Imaculada a Paróquia do Bom Pastor que teve como ultimo Vigário o Pe. Edgar J. Teblier.

A partir de 1975, o Dispensário Imaculada ganhou novas construções, com instalações adequadas para a realização de eventos que acontecem até hoje , para promover a convivência social e arrecadar fundos para aplicação na melhoria do próprio Dispensário , atendendo às necessidades do seu trabalho social. Ao encerrar sua visita pastoral, no dia 14 de novembro de 1993, o Pe. João Augusto Piazza, Vigário Episcopal, registra: “A presença do Pároco Antônio Teixeira, simples e amiga, anima e mantém a caminhada. Os agentes pastorais dedicam-se com entusiasmo aos trabalhos de evangelização.” Eis uma resumidíssima história de Instituição Paróquia da Imaculada, sempre presente na vida do povo do São Bernardo e no progresso do Bairro como um todo.